12 de maio de 2018 ás 11:55 por

A festa do Pau da Bandeira de Santo Antonio começou

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

A festa de Santo Antonio, em barbalha é de primeira, a cidade toda corre pra ver o pau da bandeira. (Luiz Gonzaga)

Foto: Alisson Santos

O Pau da Bandeira de Santo Antonio 2018 já foi cortado. A cidade de Barbalha nessa sexta-feira (11) já acorda em festa. A população se reúne para o corte do Pau da Bandeira regados com a música feita por Luiz Gonzaga em homenagem à Festa de Santo Antonio. A Rama Branca, árvore escolhida para ser o mastro da bandeira de Santo Antonio, foi cortada por volta das 10 horas no Sítio São Joaquim. O tronco conta com 25 metros e um peso estimado de duas toneladas.

Os carregadores, personalidades históricas e culturais da festa e autoridades locais junto a centenas de pessoas, se reuniram para acompanhar o corte do pau da bandeira que será o símbolo da festa de Santo Antonio 2018. O grupo se concentrou no Mercado Municipal de Barbalha a partir das 07 horas da manhã e, se dirigiu em caminhada até a Igreja Matriz de Santo Antônio. No local receberam as bênçãos do novo Pároco da cidade Pe. Antonio José, que apesar de relatar não conhecer o movimento do Pau da Bandeira, se dispôs a fazer parte construtiva dessa festa popular que faz parte da comunidade barbalhense e atrai multidões.

Foto: Alisson Santos

 

Nas matas do Sítio São Joaquim, localizado a aproximadamente 6 km do centro da cidade, os carregadores se unem em irmandade para dar apoio e força ao início da grande festa do Pau da bandeira de 2018. Antonio Roberto, mais conhecido como Roberto Maguila, é carregador há mais de 36 anos e conta que os carregadores são todos como irmãos. Para ele “é uma alegria, satisfação e gratidão está presente todos esse anos”. O Rodrigo, carregador do pau desde 2015, conta que “depois de 2015 é mais fácil perder meu casamento do que ficar sem carregar o pau da bandeira.”

Barbalha é terra de tradição e cultura popular. Desse modo, o corte e carregamento do pau da Bandeira não fica de fora. A maioria dos carregadores mais novos presentes no sítio São Joaquim relatam que a vontade de carregar vem do sonho de infância, ao ver pais, tios e parentes carregarem a cada ano com fé e devoção o pau da bandeira de Santo Antonio. A tradição que passa de geração em geração pelos homens barbalhenses, conta hoje com cetenas carregadores, quantitativo que inclui as novas e a  antigas gerações em união pela devoção ao padroeiro. 

Por: Jainara Sabino

Leia também